Seni Vai De Viagem

COMPORTA – UM PARAISO!

Já conhecia a Comporta desde pequena, ia com os meus pais frequentemente ao Carvalhal comer uma magnifica Sopa de Peixe, mas há muito que deixei de lá ir. Então peguei no meu bestie, Marcos Mendes, e fomos um pouco à descoberta para fazermos um dia de praia por aqueles lados.

Ferry Boat da Coca-Cola [ Abre a Felicidade ]
O Marcos, não conhecia a zona também, portanto estávamos quase em pé de igualdade. Arrancámos na manhã de sábado em direcção a Setúbal, apanhamos o Ferry Boat. Ao fim-de-semana há Ferry de 30 em 30 minutos. Como não sabíamos como funcionavam os transportes na Península de Tróia preferimos levar o carro, o que teve um custo de 15,50€ já com o condutor incluído, passageiros do carro acresce 3,55€ por pessoa, e cada Cartão Viva Viagem tem um custo de 0,50€ ou seja: 1 carro + 1 passageiro + 2 Cartões Viva Viagem = 19,75€ de ida e 18,75€ de vinda ( 38,50€ no total ). Ok, não é baratinho, mas também levámos o carro.

Seguimos pela N253-1, e em 5 minutos chegamos à Praia d Comporta, eram 11:00 e foi relativamente fácil estacionar perto da praia em estacionamento não pago, há também o pago.

A praia é gigante, percorre a costa, mas o amontoado de pessoas apenas existe ali, é fácil de perceber que onde acaba a concessão acabam também os chapeuzinhos pregados no areal.

Existem camas (100€) e espreguiçadeiras com chapéus (25€ para 2 pessoas) para alugar, achámos o preço um pouco exagerado, sendo que não são consumíveis – pelo menos as camas poderiam ser – e fomos para a areia colocar a toalha.

De areia branca, com céu em azul profundo, o sol brilhante a bater com os seus raios na água que se divide em tons verde esmeralda e azul safira, com vista para a Serra da Arrábida, é simplesmente maravilhoso!!
Fez lembrar um pouco as Caraíbas por instantes, até entrarmos na água, gelada!! Eu não consigo mergulhar em águas frias (extremamente frias) molho-me mas não mergulho, mas estava como um peixinho dentro de água mesmo com a agua meio gelada.

Comporta Café

Começámos a aproveitar os raios de sol, mas só trouxemos água, porque já prevíamos que queríamos comer na praia. Tentámos o Comporta Café, mas já teriam reservas até ás 16:00, ofereceram-nos a esplanada na areia para saladas e petiscos, mas preferimos passar. Outro restaurante ao lado a Ilha do Arroz, que até nos pareceu agradável e bom anunciava arroz de polvo, arroz de tamboril e por aí, mas não era bem o que nos estava a apetecer.

Ilha do Arroz

Ficámo-nos pelo Bar Mosquito que existe logo à entrada da Praia da Comporta, tem uma esplanada na areia, um staff simpático, serve bebidas, Baguetes, Croissants, Sandes e Açaí. Pedimos duas baguetes de frango (estavam boas, mas na minha a pasta de frango era quase inexistente) que vieram acompanhadas com (algumas) batatas fritas pala-pala, por 15,00€. Pois é, aqui os preços são um pouco acima da média, mas é a lei da oferta e da procura, há muita procura, pouca oferta e os preços disparam.

Mosquito Bar

Estávamos sedentos de uma Bola de Berlim, não há nada melhor que uma Bola saboreada na praia, fora da praia não é a mesma coisa!! E não é que apareceu o senhor das bolas? As Bolas do Gabriel – 1,50€ cada uma (estas ainda não sofreram inflação ahahah) estavam deliciosas!!!

Voltámos para a toalha e desfrutamos de um magnifico dia de praia, queríamos ter ficado até ao anoitecer, o sol põe-se sobre o mar, deve ser um pôr-do-sol lindíssimo!! Mas levantou-se vento e frio, logo rumámos a casa.
O que aprendemos?

 

 

  • Vir de lancheira para a praia com a nossa comida (bem mais saudável) e que fica muito mais em conta!
  • A costa é tão extensa que na próxima vez iremos parar na estrada e fazer um caminho para chegar à praia, pois gostamos de praias mais desertas, deixando a oficial Praia da Comporta de lado.
  • Há também taxis fluviais, talvez seja uma boa opção, visto que não conseguimos obter informações sobre a existência de transportes na península para as praias se chegarmos de Catamaran, por exemplo;
  • Levar chapéu de sol, que aquilo queima a sério, e só com protector solar de alta protecção não resulta.
  • Ir cedo e voltar tarde para conseguirmos aproveitar o dia todo de sol e o pôr-do-sol que ainda vamos conseguir ver, deve mesmo ser LINDO!!

 

 

 

The author: seni

"Enquanto muitos viajam para fugir, ela viaja para se encontrar, é como se os lugares conhecessem partes da alma dela, partes que ela ainda não conhecia."
Leave a Reply