Oh, Mãeee!

DA ÁGUA PARA O VINHO

Todos os pais de mais de um filho, se vêem perante personalidades e feitios diferentes, e eu não sou excepção!

Tenho duas “piolhas” de 11 e 4 anos, e embora as idades por si só já sejam extremamente diferentes, a personalidade delas… é como da água para o vinho, o que não me facilita em nada esta caminhada materna.

As regras não funcionam da mesma forma para as duas, os limites não são os mesmos, os meus gestos e palavras diferem entre elas… Quando estamos no carro e tenho de “conversar a sério” com uma das duas, a outra fica sempre a olhar com a sua específica cara do tipo “Mãe, a sério? O que estás para aí a dizer?”.

É uma batalha diária educar duas mini-pessoas diferentes, mas prazeroso de uma forma infinita, porém difícil dentro das suas alegrias. Confesso que quando nasceu a segunda (Kyara), pensei que seria mais fácil, já que teria a Yasmin como exemplo. Mas ela lá quer saber! A Kyara é o que é e como quer ser, a mana que faça a vidinha dela da forma que acha correto, porque o caminho escolhido é o dela e ponto final. Já a Yasmin é a “paz na Terra”, embora com a pré-adolescência a dar alguns sinais e “com um pé já dentro de casa”, mas ouve mais e faz mais o que se lhe pede, mesmo que contrariada (algo bem específico nas crianças, certo? A contrariedade.)

E quando me perguntam do amor? Se é igual? Que pergunta… Não são todos os pais que respondem corajosamente a isto. O amor é diferente, porém a sua quantidade e qualidade é igual. Dou a vida por ambas, faço tudo por elas, mas acredito que não se pode amar as pessoas de formas iguais, não só por todos serem diferentes, mas por vivermos as coisas de formas diferentes, em momentos diferentes e por já termos experienciado coisas que antes não tínhamos feito.

Hoje eu sou uma mãe diferente do que há 11 anos e isso faz-me viver as coisas de outra forma, tanto com uma, como com outra.

Esta é a vida de mummy! Quem nunca?…

The author: marta

" (...) tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna."

1 Comment

  • Olá Marta,

    Sou mãe de três meninas. Apesar da mais velha ter completado 18 anos à pouco tempo, continua a ser a primeira princesa. As outras duas são gémeas e completamente diferentes. Quer na personalidade, gostos e demonstração de carinhos. e por vezes e complicado lidar com as diferenças, mas uma mãe consegue sempre resolver e enfrentar as batalhas.

Leave a Reply