Desabafos

AMOR PARA JÁ… NÃO, OBRIGADA!

Acredito que muitas mulheres, e não só, adoram ver o que o futuro lhes reserva, principalmente no início de cada ano. E eu não sou diferente! E como em todos os anos, lá fui eu consultar uma taróloga, astróloga e mais “ólogas” que se lembrarem por aí. A senhora fazia tudo e de tudo! Mas pronto lá fui a rezar muito e a pedir ao “Pessoal Lá de Cima” que me mandasse todos os recados por ela, já que ia abrir a porta para isso. Passei quase 3 horas lá dentro e ouvi e digeri muita informação: boa, menos boa, maravilhosa, outra nem tanto (como tudo na vida, aliás, a minha vida!). Enfim… saí de lá consciente do que seria mais ou menos o meu 2017.

No dia seguinte encontrei me com a Seni e almoçámos. Ela não sabia de nada e também não sabe (até agora). Perguntou-me, como quase todos os dias pergunta, como estão os amores, e eu desta vez respondi diferente. Ultimamente as minhas respostas têm sido: “estou a bater no fundo”; “vai se andando”; “está tranquilo; “não fales disso”; “estás a gozar comigo, só pode…” Whatever! Mas desta vez respondi-lhe muito segura de mim: “Pah, amores agora só quero para o meio do ano, estou super focada no trabalho e nas crianças e não quero saber de mais nada, não tenho tempo.” Vi na cara dela que tinha estranhado, mas engoliu.

Muitas pessoas que me rodeiam estão sempre à espera que a minha vida amorosa comece a andar novamente como se a vida delas dependesse disso (como a minha), então resolvi começar a responder assim, porquê perguntam vocês? PORQUÊ? Porque pelo que a senhora do Tarot me disse, só me vai aparecer alguém lá para Maio/Junho, e quem sabe, só vai ficar sério lá para Novembro. (Penso logo que deve ser um homem super trabalhador e por isso ainda não teve tempo de me contactar! Boaaaaa…)

Resumindo, em vez de passar 6 meses a ouvir estas coisas, é bom que todos saibam que só podem voltar a perguntar algo sobre a minha vida amorosa lá para o meio do ano, porque neste momento ESTOU SUPER FOCADA EM TRABALHO E CRIANÇAS, OK?

The author: marta

" (...) tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna."

1 Comment

Leave a Reply